panelarrow

Retículo Endoplasmático - O que é?


O retículo Endoplasmático é uma organela celular encontrada no interior das células dos seres eucariontes (células que possuem membrana nuclear individualizada e diversas organelas). A maior parte dos animais e plantas que estamos familiarizados são formados por esse tipo de célula.

Por sua vez, organelas celulares são como pequenos órgãos que executavam diversas funções essenciais para as células.

O retículo endoplasmático está dividido em dois tipos: o liso e o rugoso, onde cada um deles possui funções e forma diferente.

Retículo endoplasmático rugoso (RER)

O retículo endoplasmático rugoso, também conhecido como ergastoplasma, é chamado assim porque quando associado aos ribossomos adquire uma aparência áspera. Ele está localizado no citoplasma.

No retículo rugoso, ribossomos estão aderidos à membrana, fazendo a produção de proteínas.

Retículo endoplasmático liso

O retículo endoplasmático liso é formado por estruturas membranosas tubulares, não possui ribossomos ligados à sua membrana e por essa razão parece liso.

Funções do retículo endoplasmático

O retículo endoplasmático atua como uma rede de distribuição de substâncias no interior da célula, assim o líquido existente dentro de suas bolsas e tubos, se desloca sem se misturar com o citosol.

Sendo assim, as suas principais funções são:

Produção de lipídios: O retículo endoplasmático liso é responsável pela produção de importantes lipídios para o organismo humano, como, por exemplo, o colesterol e a lecitina.

Produção de proteínas: O retículo endoplasmático rugoso é responsável por boa parte da produção de proteínas da célula, isso graças aos ribossomos presentes nele.

Desintoxicação: O retículo endoplasmático liso também é um dos que atuam no processo de desintoxicação do organismo. Assim, nas células hepáticas, o retículo absorve substâncias tóxicas e as modificas ou as destroem para que não causem danos ao organismo.

Desse modo, essa atuação do retículo endoplasmático das células do figado permite que o corpo humano elimine substâncias nocivas ao organismo como, por exemplo, o álcool.